«

»

Movimento Espírita

 

O Que é?

* Movimento Espírita é o conjunto das atividades que têm por objetivo estudar, divulgar e movimientouniaopraticar a Doutrina Espírita, contida nas obras básicas de Allan Kardec, colocando-a ao alcance e a serviço de toda a Humanidade.

* As atividades que compõem o Movimento Espírita são realizadas por pessoas, isoladamente ou em conjunto, e por Instituições Espíritas.

* As Instituições Espíritas compreendem:

– As Entidades Federativas, que desenvolvem as atividades de união das Instituições Espíritas e de unificação do Movimento Espírita;


– As Entidades Especializadas, que desenvolvem atividades espíritas específicas, tais como as de assistência e promoção social e as de divulgação doutrinária;

– Os Pequenos Grupos de Estudo do Espiritismo, fundamentalmente voltados para o estudo inicial da Doutrina Espírita. 

 

Influência do Espiritismo no Progresso


   798. O Espiritismo se tornará crença comum, ou ficará sendo partilhado, como crença, apenas por algumas pessoas?  

“Certamente que se tornará crença geral e marcará nova era na história da humanidade, porque está na natureza e chegou o tempo em que ocupará lugar entre os conhecimentos humanos. Terá, no entanto, que sustentar grandes lutas, mais contra o interesse do que contra a convicção, porquanto não há como dissimular a existência de pessoas interessadas em combatê-lo, umas por amor-próprio, outras por causas inteiramente materiais. Porém, como virão a ficar insulados, seus contraditores se sentirão forçados a pensar como os demais, sob pena de se tornarem ridículos.” 
(O Livro dos Espíritos – Parte 3ª – Cap. VIII)

 

 

BENEFÍCIOS DO MOVIMENTO DE UNIFICAÇÃO DOS ESPÍRITAS

A aproximação dos espíritas para que melhor se conheçam e mais se confraternizem.

Maior estabilidade e homogeneização e eficácia no Movimento Espírita.

Trocas de experiências e de conhecimentos em todos aspectos do Movimento Espírita.

Evitar a disseminação de práticas exóticas, misto de magia e de superstição, que nada tem a ver com o Espiritismo.

Concorrer eficientemente para o desaparecimento do personalismo individual ou de grupos no meio espírita, facilitando o desenvolvimento da humildade e da renúncia tão necessárias para a estabilidade dos trabalhos coletivos.

Opor barreira consciente e permanente às forças que lutam nos sentidos opostos aos da Doutrina Espírita.

Tornar o meio espírita uma força social cada vez mais necessária, mais útil e mais eficiente para a evolução humana no sentido espiritual e fraterno.

Evitar o desvirtuamento da Doutrina por força de interpretações capciosas e individualistas e práticas nocivas visando interesses e ambições pessoais, com evidente desprezo dos seus postulados fundamentais, mormente os do campo moral.

Garantir a independência do Movimento Espírita e sua auto-suficiência em todos os seus setores de atividade, em qualquer época e em qualquer circunstância.

Afinar o meio Espírita para uma sintonia cada vez mais perfeita com as forças espirituais que dirigem o planeta e, em particular, o próprio Movimento Espírita


 

.