«

MEDIUNIDADE

 

MediunidadeO Departamento Mediúnico de nosso Centro Espírita tem como objetivo promover o estudo e a prática da mediunidade, visando oferecer orientação segura para as atividades mediúnicas e de assistência espiritual, fundamentando-se nas obras da Codificação Espírita, que seguem os ensinamentos de Jesus Cristo.

 

É responsável também por administrar os seguintes setores/trabalhos:

* Atendimento Fraterno;

* Escala Mensal de Tarefas;

* Trabalhos de Passe;

* Passes de Tratamento;

* Passes de Tratamento Domiciliar;

* Reuniões de Passes e Irradiações;

* Reuniões de Intercâmbio Espiritual ou Reuniões Mediúnicas;

* Cursos de: Atendimento Fraterno, Doutrinação aos Desencarnados, Mediunidade e Passes.

 

As reuniões mediúnicas nas Casas Espíritas refletem um legítimo serviço de amor ao próximo, pelo amparo e assistência fraterna que propiciam. O preparo do ambiente é muito importante, por isso algumas das reuniões são restritas aos tarefeiros da área mediúnica, são privativas. Segundo Allan Kardec no Livro dos Médiuns, “sendo o recolhimento e a comunhão dos pensamentos as condições essenciais à toda reunião séria, fácil é compreender-se que o número excessivo de assistentes constitui uma das causas mais contrárias à homogeneidade”. Portanto, para o exercício mediúnico é indispensável seriedade e estudo, para que se possa entender o verdadeiro significado da mediunidade e assim, oferecer as melhores condições na hora do trabalho.

 

 

A MEDIUNIDADE

 

A necessidade do aperfeiçoamento do trabalhador da área da mediunidade faz parte do Projeto 1868 de Allan Kardec, item Ensino Espírita, publicado em Obras Póstumas.

Na introdução de O Livro dos Médiuns o Codificador do Espiritismo ressalta: “Todos os dias a experiência nos traz a confirmação de que as dificuldades e os desenganos, com que muitos topam na prática do Espiritismo, se originam da ignorância dos princípios desta ciência […]. De par com os médiuns propriamente ditos, há, a crescer diariamente, uma multidão de pessoas que se ocupam com as manifestações espíritas. Guiá-las nas suas observações, assinalar-lhes os obstáculos que podem e hão de necessariamente encontrar, lidando com uma nova ordem de coisas, iniciá-las na maneira de confabularem com os Espíritos, indicar-lhes os meios de conseguirem boas comunicações, tal o círculo que temos de abranger, sob pena de fazermos trabalho incompleto.” Tendo com referências essas orientações, a Federação Espírita Brasileira-FEB disponibilizou ao Movimento Espírita, a partir de março de 1998, o Programa de Estudo e Educação da Mediunidade, organizado em dois níveis de estudo: Programas I e II. Em julho de 2001 e de 2005, respectivamente, a FEB publicou a segunda e a terceira edição, ambas substancialmente revisadas, cujo título foi modificado para Estudo e Prática da Mediunidade.

 

O estudo da mediunidade tem, segundo Kardec, as seguintes conseqüências:

* Demonstra existência do mundo espiritual, habitado pelas almas daqueles que viveram no plano físico, resultando a admissão da existência do Espírito e a sua sobrevivência à morte do corpo físico.

* Os Espíritos conservam a sua individualidade antes e após a desencarnação.

* Os Espíritos formam grupos ou famílias no plano espiritual de acordo com as simpatias e afinidades existentes ente eles.

* Os Espíritos se manifestam pela mediunidade de indivíduos denominados médiuns.

* As manifestações mediúnicas dos Espíritos revelam o seu estado de alegria e de sofrimentos segundo o modo por que empregaram o tempo de vida terrena.

* As comunicações dos Espíritos são ostensivas ou ocultas.

* As relações dos Espíritos com os encarnados são constantes. Os bons Espíritos amparam e orientam para o bem. Os Espíritos imperfeitos atraem as pessoas para o mal.

* Conscientes do seu estado e situação, Espíritos retificam as idéias que tinham sobre o sentido da vida, preparando-se para novas reencarnações.

* As novas reencarnações oferecem oportunidades de progresso espiritual e de reparar equívocos cometidos em existências pretéritas, reajustando-se perante a Lei de Deus.

* Há no Espírito encarnado: o corpo físico, análogo aos dos animais e animado pelo princípio vital; O Espírito, propriamente dito; o perispírito que mantém o Espírito unido ao corpo físico e serve de molde para a construção deste. O perispírito é o veículo utilizado pelo Espírito para se manifestar no plano espiritual.

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES

 

1) A vida da pessoa melhora se ela participa de um grupo mediúnico?

A melhoria espiritual somente acontece se a pessoa estiver disposta:

a) saber, por que está aqui, de onde veio e qual a sua destinação, para agir com acerto;

b) combater suas imperfeições morais, para se transformar em pessoa de bem. Independe, pois, da participação num grupo mediúnico.

 

2) Como acabar com o medo da morte?

Sabendo mais a respeito do assunto. O Espiritismo “pode dizer-nos como se opera a transição [desencarnação], quer pelas noções mais positivas da natureza da alma, quer pela descrição dos que deixaram este mundo. O conhecimento do laço fluídico que une a alma ao corpo é a chave deste e de muito outros fenômenos”.(Kardec: O Céu e o Inferno, segunda parte, cap. I, item 2).

 

3) Como saber notícias de familiares mortos?

Usualmente, os parentes desencarnados nos procuram durante o sono. O sonho dos concede a liberdade de entrar em contato com as pessoas que nos são caras e, também, com os nossos desafetos. (Kardec: O Livro dos Espíritos, questões 401 e 402). As pessoas portadoras de mediunidade ostensiva percebem Espíritos no estado de vigília e confabulam com eles.

 

4) O que fazer para anular a influência dos Espíritos maus?

a) pensar, falar e agir no bem. “As imperfeições morais do obsidiado constituem, freqüentemente, um obstáculo à sua libertação”. (O Livro dos Médiuns, cap. XXIII, item 252);

b) ter conhecimento espírita, aprendendo neutralizar as influências do Espíritos inferiores. “Conhecer é patrocinar a libertação de nós mesmos, colocando-nos a caminho de novos horizontes na vida”.(Emmanuel: Pensamento e Vida, cap. 4).

 

5) Os Espíritos podem perseguir as pessoas?

Sim. Trata-se de um processo chamado obsessão. A obsessão é o “domínio que alguns Espíritos logram a adquirir sobre certas pessoas. Nunca é praticada senão pelos Espíritos inferiores, que procuram dominar”. (Kardec: O Livro dos Médiuns, cap. XXIII, item 237).

cheap Septilin 1 pc.